A Lei do Preço Fixo no Brasil - Por um pacto imediato na comercialização do livro no Brasil e sua política de precificação

Com o principal objetivo de promover um debate com o mercado livreiro e editorial e abrir caminhos viáveis para a ‘regulamentação’ do livro no Brasil, a ANL* reuniu, na última terça-feira, dia 18 de novembro, no auditório da CBL em São Paulo/SP, um grande número de Associações representativas do segmento livreiro: ABDL, ABEU, ABRELIVROS, ABIGRAF, AEL-RJ, CBL, FNLIJ, IPL, SNEL, UBE, assim como também o PNLL, indiscutivelmente o maior alicerce e apoiador governamental de ações que visibilizem o acesso à leitura em nosso país. O atual cenário pede novas revisões e discussões entre a cadeia produtiva, distributiva e mediadora do livro, análise do mercado e criação de novas estratégias.

Clique aqui e leia mais.

O debate da ANL sobre o Preço Fixo

Um dia depois do SNEL, ANL reforça o debate sobre políticas de precificação do livro.

Clique aqui e leia matéria completa.

Mercado editorial volta a pensar em fixar o preço dos lançamentos

Discussão é retomada sempre que editores se sentem ameaçados; os motivos são a estagnação do serot e o crescimento da Amazon.

Clique aqui e leia mais.

Diretoria do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do MinC, emite Nota Técnica sobre o projeto de emenda à Lei do Livro, no que tange a definição de livro e a lista de produtos equiparados.

Clique aqui e leia Parecer DLLLB PL 4534 - 2014.

Comitê selecionará 30 autores para o Salão do Livro de Paris

O Comitê encarregado de coordenar a participação do Brasil no Salão do Livro de Paris já definiu os cinco critérios que serão usados para selecionar 30 autores que participarão da programação brasileira no evento.

Clique aqui e leia artigo completo.


_______________________________________

..:: ANL - Associação Nacional de Livrarias ::..